Livro Coletivo / Ivete Raffa / Ecocores Criativo / Ecocores 21 Cores

Livro Coletivo


A literatura infantil é um dos caminhos que levam a criança a desenvolver a imaginação, emoções e sentimentos de forma prazerosa e significativa. Sendo assim é muito importante a criança ouvir histórias e ter contato com os livrinhos desde os primeiros anos de vida.

Trabalhar com contos, fábulas e histórias é um rico instrumento de aprendizagem, sem contar que é desafiador, capaz de transformar o indivíduo em um sujeito ativo, responsável pela sua aprendizagem, que sabe compreender o contexto em que vive e consegue modificá-lo de acordo com a sua necessidade.

Existem dois fatores que contribuem para que a criança desperte o gosto pela leitura: curiosidade e exemplo. Dessa forma, os livros deveriam fazer parte de todos os lares como uma geladeira, uma TV ou um computador. Os pais deveriam ler mais para os filhos e para si próprios. Mas o que se vê é que a maioria não leem para os seus filhos e os filhos não veem os pais lendo porque essa não é uma prática rotineira.

Cabe, portanto, à escola, desenvolver na criança o hábito de ler por prazer, não por obrigação. 

Geralmente as crianças não gostam de ler, sendo assim, elas devem ser estimuladas desde a Educação Infantil com a leitura de imagens e a construção de histórias conhecidas ou inéditas para que peguem o gosto.

Através de uma história elas descobrem outros lugares, outros tempos, outros jeitos de agir e de ser, outras regras, outra ética, outra ótica... É ficar sabendo história, filosofia, direito, política, sociologia, antropologia, etc. sem precisar saber o nome disso tudo e muito menos achar que tem cara de aula (ABRAMOVICH, 1997, p.17)

Ouvir histórias é um acontecimento tão prazeroso que desperta o interesse das pessoas em todas as idades. Se os adultos adoram ouvir uma boa história (causos), a criança é capaz de se interessar e gostar ainda mais por elas, já que sua capacidade de imaginar é mais intensa.

Desenvolver o interesse e o hábito pela leitura é um processo constante, que começa muito cedo, em casa, aperfeiçoa-se na escola e continua pela vida inteira, e, cabe à escola oferecer pequenas doses diárias de leitura agradável, de forma natural o que fará com que isso faça parte da vida da criança, da adolescência, da juventude, etc.

Atividade: Criar uma história e montar um livro gigante com diferentes materiais e técnicas.

Objetivos:
a)    Despertar a criança para o mundo da leitura iniciando pela leitura de imagens, em seguida, livros com poucas palavras e por último livros mais complexos..
b)    Criar um livro inédito e coletivo com uma história criada em sala de aula.

Para montar os livros é necessário:
a)    Costurar, isto é, colocar as partes da história na sequência que ela foi contada ou criada.
b)    Fazer marcações na lateral que você escolheu para juntar tudo e montar o livro.
c)    Furar com vazador ou prego grosso de maneira que sejam furadas todas as partes juntas.
d)    Com barbante ou fita “costurar” todas as partes da história.
e)    Se preferir pode colar as partes juntando-as duas a duas e, depois juntar todas elas como se fosse um livro com “lombada”.
f)    Outra possibilidade é fazer uma sanfoninha colando uma tira que une as partes como no plano de aula “Era uma vez um gato xadrez” neste site.

Os Livros coletivos do CEI Ma-Má – Conveniada com a Pref. Municipal de SP.

O CEI Ma-Má de SP trabalha com crianças de 1 a 3 anos e vários projetos são desenvolvidos ao longo do ano. As professoras são orientadas pela Coordenadora Pedagógica Maria Cristina Rodrigues Thomaz , e sob a supervisão da Diretora Enésia de Almeida Bertevello .
Para registrar todo o trabalho, ao término dos projetos a escola monta os livros gigantes. A montagem é feita com as crianças e a professora da sala.
As crianças recortam flores, folhas, peixes, animais e outros, elas pintam, dobram e, com eles, montam as partes de cada livro junto com a professora. A finalização dos livros é feita pela C.P. Maria Cristina Rodrigues Thomaz. 
No projeto “Contação de Histórias”, sempre é elaborado e desenvolvido um livro gigante com a participação das crianças, professoras e coordenadora pedagógica.
O Cei Ma-Má elabora exposições para apresentação dos livros e dos projetos desenvolvidos durante ano.
A escola tem inúmeros livros, vamos mostrar “Os Pintinhos Amarelinhos” um livro feito no tamanho A3 somente com imagens que conta a história abaixo:
 
 Os Pintinhos Amarelinhos

            Numa granja viviam Papai Galo e Mamãe Galinha muito felizes porque logo nasceriam seus pintinhos. Mamãe Galinha, que antes gostava muito de passear, ciscando aqui e ali com suas amigas, não saía do ninho nem por um minuto preocupada em chocar os ovinhos.
Cabia ao Papai Galo a tarefa de trazer no bico o seu alimento, a fim de que não faltasse o calor dela aos ovinhos, que breve se quebrariam para que nascessem os pintinhos.
Certa manhã, ainda dormiam, ouviu-se um crá-crá-crá...Puxa, que bom! Eram os ovos se partindo para que nascessem os pintinhos. Papai Galo, que era sempre o primeiro a levantar para despertar com seu canto o pessoal da granja, gritou logo muito entusiasmado:
- Cocorócocóóóóó...que belezinhas! Nasceram nossos pintinhos!
Mamãe Galinha acordou assustada e cacarejou também, muito contente:
- Cocorócóóóó...um, dois, três, quatro...e começou a contar para ver se não faltava nenhum. Eram quatro e estavam todos lá, piando sem cessar, com muita fome.
Com o aumento da família, o trabalho do Papai Galo e da Mamãe Galinha aumentou bastante. Agora era preciso arranjar mais milho para alimentar os filhotes. Levá-los a passear e tomar sol ensiná-los a andar, a comer, a cacarejar, a comportar-se bem, brincando juntos sem brigar, a serem educados e gentis com todos, para serem estimados e respeitados.
Certo dia Pipi, o mais amarelinho dos pintinhos, voltou correndo para casa e, muito assustado, disse à sua mãe:
- Pi-pi-pi, acabo de ouvir o senhor Chico dizendo que vai levar os pintinhos mais amarelinhos para vender! O que será de mim e de Zuza, que somos os mais amarelos?
- Talvez o senhor Chico não escolha vocês. há outros bem amarelos na granja.
Cisquinho, que era quase branco, teve uma idéia. Chamou seus irmãos e contou-lhes o seu plano.
Senhor Chico começou a separar os pintinhos mais amarelos:
- Este sim, este também, este não, este vai...
Cisquinho e Cocó, seu irmão, não foram escolhidos, pois eram quase brancos. Então, chegou a vez de Pipi e Zuza. Eles estavam tão nervosos! Mas o senhor Chico viu dois pintinhos muito sujos e feios. Sem perceber que eram amarelos, não os escolheu. Viva!
Papai Galo e Mamãe Galinha saíram correndo para se juntarem aos filhos e foram logo perguntando, com uma alegria imensa:
- Como fizeram? De quem foi a ideia?
Pipi respondeu todo contente:
- A ideia foi de Cisquinho. Ele sugeriu que nos sujássemos, de modo que o senhor Chico não pudesse ver a nossa cor.
Zuza completou:
- Ontem, eu e o Pipi, ajudados por nossos irmãos, fomos até o chiqueiro dos porcos, tomamos um banho de lama e ficamos assim sujos!
Papai Galo e Mamãe Galinha abraçaram seus filhotes, comovidos por verem como era grande o amor deles pela família e como se esforçaram para ficar juntos.


Fim

Passo1                                                                                   Passo 2

Origami: Galinha, Galo e pintinhos
a)    Corte um retângulo de maneira que a altura seja o dobro da largura, ex: 7cm de largura e 14 de altura (passo 01). Dobre conforme o esquema acima.
b)    Dobre ao meio (passo 02), você já terá a galinha, galo ou pintinho. 
c)    Dobre as pontas superiores para fazer a cabeça, rabo, etc. Cole olhinhos móveis se tiver ou desenhe. Recorte crista, asa, pés e cole na dobradura para finalizar.

Material: Papel Colorset, Ecocores 21 cores,  Ecocores Criativo (dobraduras), cola branca, tesoura, Crystal Cola e Big Canetas Hidrográficas da Acrilex.

Modo de fazer:
a)    Defina o tamanho da base, se for Ed. Infantil deverá ser feito em cartolina (A2), Ed. Fundamental pode ser feito no tamanho A3.
b)    Conte a história para as crianças (Ed. Infantil) ou leia para Ed. Fundamental I. Façam a interpretação da história e façam as dobraduras da galinha, galo e pintinhos.
c)    Comecem a “reescrever a historia” coletivamente. Façam os quadros, colem e deem acabamento com Crystal cola ou Big Canetas Hidrográficas. 
d)    Juntem as partes e “costurem” ou colem para montar o livro.
e)    Socializem a história e o livro com as demais salas e com os pais.


Conteúdos trabalhados: cores, linhas, formas, simetria, bidimensão, sobreposição, harmonia, sequência, contraste e equilíbrio.  

Técnicas trabalhadas: Recorte, colagem e dobradura (origami).

Possibilidades de trabalho:
a)    Conte ou leia a história para seus alunos (Ed. Infantil) ou peça para lerem se já souberem ler.
b)    Converse sobre a esperteza dos pintinhos para poderem permanecer com a família. Fale sobre esses valores, principalmente sobre a união da família.
c)    Diga a eles que juntos irão reproduzir a história e montar um livro gigante que será compartilhado com toda a escola e suas famílias.
d)    Iniciem as dobraduras da galinha, do galo e dos pintinhos. Façam de acordo com as cores retratadas na história e a quantidade suficiente para colar em todos os quadros.
e)    Recortem as flores, matinhos, etc.
f)    Dividam a história por partes. Comecem a montar os quadros de maneira que tudo fique proporcional e o colorido harmonioso. Colem as partes e façam os acabamentos com Crystal cola e Big Canetas Hidrográficas.
g)    Criem uma capa para a história. Coloquem tudo na sequência.
h)    Façam os furos e “costurem” ou colem as partes do livro.
i)    Socializem com as demais salas e mostrem aos pais a produção do livro coletivo na reunião de pais.

 

                                                                                 Ivete  Raffa
                                                                      Arte educadora e pedagoga
                                                                       www.iveteraffa@uol.com.br

Linhas de Produtos: Nenhuma linha utilizada Tags: Plano, Dica, Galinha, Ivete, Ecocores, Dobradura, Papel, Atividade, Novidades

Telefone: (11) 2483-4646

desenvolvido por agência ecco